Acerca de mim

A minha foto
Castelo Branco, Portugal
Subtilmente rebelde, mas profundamente rebelde; sinto muitas vezes necessidade de ser do contra, mas não apenas por ser... mais para manifestar a minha opinião, mesmo quando, e sobretudo quando, sei que ela não vai agradar... é uma forma como outra qualquer de conquistar espaço... preciso dele. Muito.Endiabrada, individualista e egocêntrica, mas não egoísta: profundamente generosa para com quem eu acho que merece. Extremamente espaçosa (psicologicamente obesa)... não me entalem que eu arranho!! Sou feliz, felicidade que só faz sentido porque acompanhada por um profundo sentimento de revolta pelo pouco que o ser humano faz para combater o seu triste e natural estado de ignorância... pouco e mal. Sorrio pouco, mas rio-me muito. Consigo até ser uma pessoa bastante paciente e tolerante também (se me apetecer...). Faço da minha vida uma eterna busca de me procurar, de me encontrar e de me transcender. Procuro ser, acima de tudo, fiel a mim mesma - não me venham com preconceitos ou estereótipos. Temo apenas uma coisa nesta vida: os dias todos iguais. Strong porcelain made.

domingo, 24 de abril de 2011

Fallen Angel



... anjo que cai das alturas desamparado em direcção ao chão duro e impiedoso... quem te mandou, anjo imprudente, acreditar que podias? Quem te disse que podias ser anjo, quem te disse que os anjos existem? Olha ao teu redor... o mundo é feio e sem sentido... onde julgavas tu que ias, como pudeste acreditar que ascender acima da podridão era possível? Estavas condenado ao que a dura realidade te demonstra agora... a realidade dos factos inequívocos... e o anjo despenha-se da sua nuvem, as penas esvoaçando num rasto acima de si, perdidas no infinito para sempre.... anjo em queda, numa queda desamparada a alta velocidade... as asas despedaçando-se em penas desgrenhadas, o sangue escorrendo em pequenas gotas, a partir dos poros deixados em aberto pelas penas arrancadas pela violência da velocidade, o ar sendo entrecortado destruindo o corpo frágil do anjo que tentou voar acima do que lhe era permitido... fustigado por relâmpagos, mal tratado por ventos indecisos que o empurram com violência ora para cá, ora para lá... o corpo quase morto, abandonado pela esperança, permanece em queda livre...

10 comentários:

sel disse...

oi..nem sei por que as vezes me snto este anjo!...hj eh bem o diaem que estou em queda livre..bjos!

Porcelain Doll disse...

... queda livre... sei bem o que é... assim como ser expulsa do céu... mas sonhar não faz mal ninguém... e os anjos existem... o que já aconteceu uma vez pode sempre voltar a acontecer... que já esteve no céu pode sempre lá voltar... :)

Beijokas!

Gothicum disse...

"Você aprendeu alguma coisa. Isto sempre parece, à primeira vista, como se tivesse perdido alguma coisa."
(George Bernard Shaw)


...nem imaginas como este texto me toucou...ardem as asas feridas rasgadas...mas a ilusão do voo fica para todo sempre..."ab aeterno tempore"...abraços. Fica bem

Cadinho RoCo disse...

Se existe o anjo que cai há de existir o outrto que sobe. Mas e se ele não existir?
Cadinho RoCo

AnaMar (pseudónimo) disse...

Os anjos são leves...
O corpo quase morto, mas a alma vive. Sente e liberta palavras.

Porcelain Doll disse...

Gothicum: eu adoro citações, e essa vai já direitinha à agenda onde aponto as minhas favotitas! :D (uma agendazinha à antiga)... é, de facto, uma frase genial!

Que bom que as minhas palavras te tocara... fico sempre feliz quando tal sucede... :) As palavras que lhe acrescentaste cairiam ali no texto que nem ouro sobre azul! :D

"Ardem as asas feridas rasgadas... o anjo sente o desespero inundar-lhe o coração... algum dia conseguirá voltar a voar? O que será de si? Passará o resto dos seus dias agonizando, mergulhado na dor do sonho feito em pedaços? Poderão, algum dia, as suas asas, agora feitas em quase nada, voltar a embater uma contra a outra, içando o seu corpo novamente na direcção de um novo sonho?... Ou, quem sabe, do mesmo sonho... restarão no seu pobre e frágil corpo forças para tal? Mais que isso... será a sua alma mal tratada de anjo que o é sem ser, terá forças para fazer brotar de novo a esperança?... A ilusão do voo fica para todo o sempre... até que se transforme em voo real... se o anjo estiver nas entranhas do anjo, o amor brotará de si, trazendo consigo a esperança... regenerará as asas massacradas... e o anjo voará novamente em direcção ao mesmo sonho, mas agora com força renovada... afinal percebeu que é forte... porque afinal, resistiu a tamanha queda..." :)

Beijinhos grandes!

Porcelain Doll disse...

Cadinho Roco: talvez seja o próprio anjo quem deva subir... :)

Tudo o que a nossa mente possa conceber, existe de alguma forma... :)

Beijinhos!

Porcelain Doll disse...

Querida AnaMar! A alma vive! E enquanto a alma viver, tudo é possível! :)

Beijinhos grandes!

Daniel Aladiah disse...

Querida P. Doll
Há anjos com sistemas de injecção de novas asas... sempre que me sinto cair penso: mas porque não bates as asas? Aí, elas novamente se abrem...
Um beijo
Daniel

Porcelain Doll disse...

Daniel: é tão assustador cair... quando caí senti-me impotente... gritei às asas que não me obedeceram... mas há anjos que nos amparam nesses momentos... mesmo depois de incontáveis segundos, minutos, horas, dias, semanas, meses, anos em queda... eu sabia que um dia inverteria a rota, mas não podia ter a certeza... e desde que soube o que era ser amparada por um anjo, nunca mais senti medo... :)

Beijinhos grandes!